Qual é o papel do Coach?

Qual o papel do Coaching?

Descubra qual é a função do coach

O termo “Coaching” está na moda nos últimos tempos. Basta fazer uma busca no Google para descobrir um mundo cheio de informações sobre essa prática. Mas, em meio a todos esses conteúdos, como separar o que é real e efetivo para a sua necessidade?

Para não “comprar gato por lebre”, é importante primeiramente saber: o que é coaching?

Muitas pessoas já estão familiarizadas com a denominação “coach” (treinador) para os esportes ou para a arte dramática. Nesses casos, o Coach deve preparar ou encorajar o atleta ou o ator para obter o melhor desempenho em sua profissão. Essa também é a premissa para outras formas de coaching.

Assim, hoje em dia é possível encontrar coaching para diversos tipos de atividades, como relacionamentos, negócios, carreira, saúde, comunicação, entre outros. A principal função desses treinadores é encorajar uma pessoa a estabelecer quais são suas metas e então ajudá-la a alcançar esses objetivos, indo além das limitações visíveis.

Atividades de um coach

Uma das primeiras atividades do coach – e que segue continuamente durante todo o processo, é a criação de um ambiente de segurança e apoio para o seu cliente, assim ele poderá falar de maneira mais aberta a fim de identificar e alcançar o resultado desejado.

A partir da identificação do objetivo, o coach deverá ajudar seu cliente a:

  • Reconhecer suas crenças limitantes, quais são seus valores conflitantes e quais são os processos mentais que geram essas limitações.
  • Explorar novos modos para lidar com esses obstáculos, a fim de ver e experimentar o mundo de uma forma diferente.
  • Alinhar os seus recursos – internos e externos, como o seu estado mental e suas habilidades, seus contatos, entre outros.
  • Preparar um plano ou estratégia de trabalho para chegar ao objetivo desejado.
  • Monitorar para que continue no caminho, com a revisão e avaliação do coach para o cliente prosseguir em seu rumo.

Como distinguir o coaching de outras atividades

É importante também fazer a devida distinção entre coaching e outras atividades – que podem ser igualmente válidas, dependendo do seu objetivo.

O coaching é um processo para ajudar o cliente a alinhar os seus recursos internos e externos, criando um ambiente de apoio e segurança, levantando questionamentos precisos e um feedback apropriado.

O coaching difere da mentoria, que é a atividade de prover conselhos e orientações a partir de uma expertise própria. Neste caso, pode ou não haver transferência de conhecimento. Já no treinamento, também diferente dos outros dois processos, o objetivo é informar e transferir conhecimentos e habilidades.

Quanto aos processos terapêuticos, o objetivo é encontrar a cura para problemas do passado que tenham impacto no presente e, possivelmente, no futuro. Eles diferem das outras modalidades porque, normalmente, estão voltados para questões psicológicas.

Há ainda a consultoria, que fornece recomendações e soluções baseadas na experiência de um profissional em determinada área.

PNL e Coaching

Pode-se dizer que a Programação Neurolinguística exerce um papel importantíssimo para o bom desenvolvimento de um trabalho de Coaching. Muitas das estratégias e ferramentas encontradas no processo de Coaching, técnicas e ferramentas desenvolvidas pela Programação Neurolinguística.

Conheça mais do curso de Coaching aqui!

Certificação Internacional em Coaching