Como a PNL pode ajudar os jovens a se prepararem para o futuro

Os adolescentes nunca receberam tantos estímulos como acontece nos dias de hoje. Seja na escola ou em suas casas, a todo o momento eles são bombardeados com informações e novidades que acabam deixando-os com a sensação de estarem agitados o tempo todo.

Com isso, é cada vez mais comum que doenças decorrentes do estresse passem a apresentar seus primeiros sintomas mais cedo na vida dessas pessoas. Então como evitar chegar a esse ponto?

A Programação Neurolinguística ajuda pais e professores a encontrarem um caminho mais saudável e equilibrado para balancear todos esses estímulos e oportunidades, garantindo que eles possam aproveitar o momento sem colocarem seu futuro em risco.

Autoconhecimento para jovens

A juventude é o momento da vida em que experimentamos mais possibilidades da vida para então descobrirmos mais sobre nós mesmos. Isso, entretanto, não significa que o jovem já não possua uma bagagem que deve ser respeitada e utilizada para construir sua personalidade e seus gostos.

Levar em consideração essas experiências é ajudá-lo a se encontrar e permitir que ele se aproxime mais de quem ele é, além de investir seu tempo em outras atividades que promovam seu crescimento em diferentes áreas de seu interesse.

As técnicas de PNL guiam as pessoas de todas as idades por caminhos que levam ao autoconhecimento e, através dele, o autoaperfeiçoamento.

Lidando com situações de pressão

As situações de pressão estão presentes ao longo de toda vida e são importantes para nos ensinar como nos mantermos centrados e tranquilos, mesmo nas adversidades. Seja em uma prova difícil na escola ou momentos da vida pessoal do adolescente, é muito importante que ele tenha as ferramentas para passar por isso de uma maneira saudável.

A agressividade, por exemplo, é uma resposta comum para muitas pessoas que não adquiriram a habilidade social mais adequada para lidar com as adversidades. Construir um repertório de emoções e de comportamentos sob pressão permite que esse jovem se torne um adulto mais equilibrado e, consequentemente, preparado.

Portanto, o ideal não é criar um ambiente sem nenhuma situação aversiva, mas sim fornecer as ferramentas mais adequadas para lidar com isso.

Frustrações fazem parte

Outro equívoco é tentar evitar as frustrações, seja de uma falha no percurso escolar ou até mesmo uma paixão não correspondida. Todas essas experiências também são importantes formadores de recursos para os jovens lidarem melhor com o seu futuro.

Ou seja, a frase “é errando que se aprende” tem bastante fundamento e deve ser aplicada! A partir do erro, e das reflexões que ele pode trazer, é possível pensar novas maneiras de interagir com o ambiente, além de assumir as responsabilidades no que pode ser mudado e aceitar aquilo que não é possível mudar.

Os conhecimentos da Programação Neurolinguística adaptados ao momento da vida dos adolescentes podem mudar seus comportamentos, além de permitir que eles adquiram um repertório mais eficiente. Conheça mais em nossas outras publicações!

Wbinar Descobrindo PNL