58O que são soft skills?

Em seu currículo profissional estão diversas informações sobre o seu percurso acadêmico e no mercado de trabalho. Ali estão também as habilidades técnicas que você adquiriu ao longo da sua vida profissional.

Não importa se você cursou Publicidade, Jornalismo, Medicina ou qualquer outra formação acadêmica, todo o conhecimento e habilidades técnicas adquiridas em sua formação são chamadas de “hard skills”. São elas que permitem e ajudam você a desempenhar uma determinada função, como elaborar uma peça publicitária ou criar um texto jornalístico, por exemplo.

Existem, no entanto, outras habilidades que você também precisa e usa diariamente, na sua vida profissional e pessoal, que não estão relacionadas a uma formação ou ao aprendizado técnico. Essas são as chamadas “soft skills”, conhecidas também como “habilidades comportamentais”.

São competências ligadas a atitudes e comportamentos que envolvem aptidões mentais, emocionais e sociais e estão relacionadas às suas interações consigo mesmo, com outras pessoas e com o mundo.

Alguns exemplos de habilidades reconhecidas como “soft skills”: empatia, resiliência, criatividade, comunicação, entre outras. Todas ligadas direta ou indiretamente à inteligência emocional, um conceito desenvolvida para ajudar o ser humano a entender e aprender a trabalhar suas próprias emoções, usando-as de uma forma mais consciente e benéfica para sua vida.

A importância das soft skills

Uma pesquisa global com 450 lideranças executivas analisando 450 jovens revelou que para três quartos desses líderes os jovens não estavam prontos para o mercado de trabalho.

Os principais problemas identificados pelos líderes não estavam na capacitação técnica dos jovens analisados e sim em muitos dos seus traços e comportamentos, que ainda não estavam adequadamente desenvolvidos para o relacionamento com outras pessoas.

Como adquirir soft skills

Veja a seguir três dicas que pode ajudar você a desenvolver novas competências comportamentais ou aprimorar essas habilidades no seu dia a dia:

Tenha a cultura de feedbacks: para ter relacionamentos melhores, você deve cultivar a cultura de dar e receber feedbacks.

Ter consciência do que outras pessoas pensam e sentem a seu respeito é uma excelente maneira de praticar isso e, ao mesmo tempo, você também colabora para desenvolver essa mesma característica nelas. É uma via de mão dupla, afinal, nem sempre é possível perceber quais são as habilidades que você precisa trabalhar. Uma ajuda é sempre bem-vinda.

Ao conversar com outras pessoas, que convivem com você dia a dia, torna-se mais fácil identificar o que deve ser aperfeiçoado e o que deve ser revisto ou desenvolvido.

Aprenda a se autorregular: quando você aprende a administrar suas emoções e sentimentos, começa a se recuperar mais rápido de situações estressantes – ou seja, você aprende a ser mais resiliente.

De acordo com estudos publicado sobre o assunto pelo Instituto Heartmath, ao desenvolver sua capacidade de resiliência, você se torna menos suscetível às mudanças do seu estado emocional, melhorando sua saúde física e mental e aumentando seu bem-estar pessoal.

Quando uma emoção forte surgir, você passará por um processo mais consciente de identificação e controle, mantendo o corpo relaxado – ainda que em estado de alerta, evitando o estresse e o gasto de energia com essas emoções.

Desenvolva sua inteligência emocional: a inteligência emocional inclui importantes soft skills, como o autoconhecimento de emoções, autocontrole, automotivação, empatia e o relacionamento interpessoal.

Imagine-se em uma situação de extrema pressão, como administrar as suas emoções? A inteligência emocional permite que você identifique e lide com esses sentimentos, sem expressá-los de uma maneira que prejudique os seus objetivos, reconhecendo também o que é necessário aperfeiçoar.

O curso de Practitioner em Programação Neurolinguística oferece diversas ferramentas para que você alcance a inteligência emocional, desenvolvendo várias soft skills nesse percurso.

Tem interesse em saber mais sobre inteligência emocional, resiliência e outros assuntos relacionados a autoconhecimento? Confira outros artigos em nosso blog e conheça os cursos da SBPNL!

Curso Practitioner em PNL